Review: Magikarp Jump (Game)

quarta-feira 14 de junho de 2017, por Flavio Kiba
magikarp_slide

Pode até ser um game fofinho e colorido de Pokémon com mecânica simples e especialmente feito para crianças, mas não se engane: Magikarp Jump é cruel, difícil, viciante e vai mostrar pra você que a realidade não é legal.

Lançado sem muito alarde para plataformas portáteis, Magikarp Jump é mais um game que carrega o selo da The Pokémon Company, dessa vez, produzido pela Select Button. É claro que a ideia deve ter vindo da mesma pessoa que lançou o vídeo e a música The Slowpoke Song em 2015 (aliás, o monstrinho protagonista ganhou um vídeo no mesmo nível, o The Magikarp Song).

No geral, o game é bem simples. Basta alimentar e treinar uma Magikarp (aquele Pokémon peixe inútil que eu tenho certeza que você se lembra da primeira temporada do anime da série), até o nível máximo e enfrentar uma série de Ligas com disputas de saltos de Magikarps, que elevarão o nível do jogador quando este obtiver uma vitória. Ganha quem saltar a maior altura. Mas não pense que ser o campeão será fácil.

magikarp-656x388

Para ganhar os desafios, é preciso gastar um certo tempo treinando e tudo é limitado em contagens de tempo, já que o jogo é gratuito com algumas facilidades a venda em dinheiro de verdade. É possível colocar o monstrinho nas competições antes de alcançar o nível máximo, mas as chances de vitória são quase nulas se você não estiver preparado.

Se o seu monstro perder uma disputa na Liga em seu nível máximo, ele será descartado e você terá que treinar uma nova Magikarp. Isso mesmo: esqueça todo aquele carinho de tamagotchi que você dedicou ao monstro. Além disso, durante o treinamento, a Magikarp pode simplesmente se perder os ser roubada caso você tome decisões arriscadas e você terá que começar tudo de novo. Sim, esse é o choque de realidade que mencionei no começo.

É claro que depois que você se acostuma com as mecânicas, é possível contornar esses riscos, mas o treinamento seguro sempre exigirá mais tempo para ser concluído. No caminho, você poderá receber ajuda de outros monstrinhos. O game te presenteia depois de algum tempo com a ajuda de Pikachu e Piplup, mas outras ajudas podem ser adquiridas com cristais, que também podem ser conquistados ao longo do jogo. Você pode conseguir que Charizard, Gengar ou até do já mencionado Slowpoke.

pokemon-magikarp-jump

Conforme o seu personagem avança de nível, novos itens e tipos de treinamento podem ser desbloqueados com o uso de moedas fornecidas pelo game, o que é bastante útil, já que os itens iniciais ficam mais inúteis do que a Magikarp em si depois de algum tempo. Dá pra ir longe no game sem gastar dinheiro.

Com o tempo, você perceberá que se apegar às suas pescarias não vale muito à pena, pois elas serão substituídas mais rápido do que o tempo que o James demorou para perceber que gastar suas economias numa Magikarp não tinha sido um bom negócio. O game te obrigará a treinar várias delas para que você consiga avançar.

É claro que o game reúne todos os elementos de jogos mobile gratuitos e viciantes, como Candy Crush e Clash of Clans. Você terá recursos limitados, precisará esperar até que seus itens voltem novamente, precisará avançar sem saber onde o jogo terá um final e pode investir uma grana para ser melhor que seus amigos. Mas fica o spoiler: é possível evoluir sua Magikarp para Gyarados.

Só não me perguntem como, eu desisti antes de conseguir. Mesmo assim, é uma ótima opção para passar o tempo no transporte público, naquela aula chata da escola ou na fila do banco. Treinar Magikarps nunca foi tão viciante!

Compartilhe:


Comentários

Comentários

  • rui

    Os caras conseguem ganhar dinheiro até com o bicho mais inútil de todos.