Resumão da E3 2017

terça-feira 13 de junho de 2017, por Flavio Kiba
E3_slide

Que a E3 2017 foi uma das mais fracas dos últimos anos, todo mundo já sabe. Aliás, isso é comum em anos onde não há anúncio de novas gerações de console. Mesmo assim, novos jogos e tecnologias foram anunciados e é nossa obrigação informar e opinar sobre as principais conferências e eventos digitais ocorridos neste ano. Então, vamos lá:

ELECTRONIC ARTS

E3_ea

Com muita conversa fiada e enrolação em sua apresentação, a Electronic Arts trouxe algumas surpresas interessantes, principalmente para os fãs de jogos esportivos e de Star Wars.

A empresa começou com os já esperados Madden NFL 18, que agora conterá uma espécie de modo história, FIFA 18, que recebeu capturas de movimento do próprio Cristiano Ronaldo, e NBA Live 18, que não parece ter nenhuma novidade, já que eu não entendo nada de basquete.

Battlefield 1 receberá novos mapas nos próximos meses, com destaque para o novo In the Name of the Tsar, que mostrará um fronte de guerra na Rússia. Além disso, o lindíssimo Need for Speed: Payback foi mostrado e promete ser um dos jogos de corrida mais realistas da geração atual.

Como novidades, tivemos A Way Out, que mostrará uma verdadeira jornada para fugir da prisão, e Anthem, da BioWare, que recebeu um pequeno teaser, mas teve mais destaque na conferência da Microsoft. Por último, e não menos importante, a EA trouxe Star Wars Battlefront II, que conterá uma campanha com história com personagens que já conhecemos, vários novos personagens e três vezes mais conteúdo que o game anterior.

 

MICROSOFT

E3_microsoft

Logo de cara, a empresa de Bill Gates anunciou o seu novo Xbox One X, o já conhecido Projeto Scorpio, que será lançado em novembro com resolução nativa em 4K, drive UHD Blu-Ray, design menor que o XOne original, compatibilidade com tudo o que o anterior possui e preço na bagatela de US$ 499. Ou seja, é o mais potente e, consequentemente, o mais caro console já lançado.

Em relação a jogos, a empresa começou com Forza Motorsport 7, com seu realismo inacreditável e até o anúncio de um novo carro da Porsche durante a apresentação do game.

Além disso, o game Metro Exodus foi testado a 4K no XOneX (não sei se essa será a abreviação, mas gostei assim), além de Player Unknown’s Battlegrounds, que será exclusivo da Microsoft nos consoles. Também foi demonstrado com a tecnologia o novo Deep Rock Galactic, um game de exploração, State of Decay 2, mais um survivor com zumbis e Black Desert, um MMO japonês que será free-to-play.

Foi mostrado o novo Assassin’s Creed: Origins, que agora se passará no Egito, além do novo The Darwin Project, que será um game focado em e-sports com batalhas em arenas. Além disso, Sea of Thieves, produzido pela Rare, foi exibido num gameplay bastante extenso.

A empresa também mostrou The Last Night, game que se passará em um incrível universo ciberpunk, The Artful Scape, que promete ser um game índie no estilo “alucicrazy” com um protagonista guitarrista. Middle-Earth: Shadow of Mordor teve detalhes de sua jogabilidade mostrados, além de Anthem, que havia sido apresentado pela EA e recebeu maiores detalhes rodando também em 4K.

A promessa é de que vários jogos de XOne sejam melhorados no XOneX e vários jogos terão updates gratuitos para serem jogados em 4K, como Final Fantasy XV, Gears of War 4 e Resident Evil 7.

Apesar de ser a empresa com mais jogos anunciados nesta feira, o público não ficou muito feliz com a apresentação da Microsoft, que se mostrou bastante maçante, com trailers e gameplays muito longos e com poucas novidades não anunciadas antes.

 

BETHESDA

E3_bethesda

A Bethesda foi simples em sua apresentação, mas só mostrou jogos que chegarão ainda este ano, para a alegria dos fãs. Isso já é tradicional para a empresa, então não houve nenhuma surpresa.

Através da “Bethesdaland”, a empresa mostrou que está investindo na tecnologia VR, com Doom VFR, onde o “F” vem de um palavrão em inglês que não podemos mencionar em texto, mas você já deve imaginar qual é. Outro game com a tecnologia será Fallout 4 VR.

Foi anunciada também a expansão de Morrowind, que chegará ao MMORPG The Elder Scrolls Online e também o Card Game The Elder Scrolls Legends, que colocará os principais personagens da franquia em cards digitais colecionáveis no melhor estilo Hearthstone. Ainda na franquia, a Bethesda mostrou um pouco da versão para Nintendo Switch de The Elder Scrolls V: Skyrim, onde você poderá usar skins do Link no seu personagem e usar até mesmo a Master Sword, a espada que o famoso herói da Nintendo usa nos seus games.

A empresa também mostrou uma demonstração de Quake Champions, que ainda está em versão beta, além de anunciar a DLC Dishonored: Death of the Outsider e as grandes novidades The Evil Within 2, e Wolfenstein II: New Colossus, que prometem ser os carros chefes da Bethesda nos próximos meses.

 

UBISOFT

E3_ubisoft

A Ubisoft tentou se manter fiel aos seus fãs, já que sua moral não anda muito boa há alguns anos, por conta de alguns jogos que infelizmente não cumpriram o que prometeram.

A empresa começou com Mario + Rabbids: Kingdom Battle, crossover entre o encanador da Nintendo e os seus coelhos bizarros numa aventura no estilo tático. Obviamente, será exclusivo para o Nintendo Switch.

Anunciado oficialmente na conferência da Microsoft, Assassin’s Creed: Origins recebeu novos vídeos, mas sem muitas novidades. Também foi apresentado um novo trailer de South Park: A Fenda que Abunda a Força (adoro esse nome) e anunciado o RPG para smartphones South Park Phone Destroyer.

A empresa anunciou The Crew 2, onde agora, além dos carros, também será permitido fazer disputas entre barcos e aviões. Também vimos um pouco de Just Dance 2018, que terá músicas de Beyoncé, Bruno Mars, Hatsune Miku, alem do “hit” Despacito. Os fãs de Steep também foram lembrados, com uma expansão que trará as Olimpíadas de Inverno para o game.

Como grandes surpresas, tivemos Transference, um game que explorará as memórias humanas com suporte à tecnologia VR, além de Skull and Bones, que trará batalhas entre navios piratas. Outra grande novidade foi Starlink: Battle for Atlas, com um estilo artístico único e batalhas entre espaçonaves.

Tivemos um gameplay muito bom de Far Cry 5, que havia sido anunciado cinco dias antes da conferência, além de Beyond Good & Evil 2, que foi o grande destaque da empresa e recebeu um trailer sensacional.

 

SONY

E3_sony

Sem muita certeza quanto a data de lançamento da maioria dos seus jogos, a Sony trouxe várias expansões para jogos que já conhecemos, além de boas surpresas, apostando um pouco na nostalgia dos fãs de videogame.

De início, tivemos a DLC Uncharted: The Lost Legacy, que expandirá a história de Uncharted 4, além de The Frozen Wilds, que expandirá o incrível universo de Horizon: Zero Dawn.

Days Gone, game que havia sido mostrado pela primeira vez na E3 de 2016, recebeu um novo trailer com muitas informações, mas ainda não tem data de lançamento prevista, enquanto God of War, que era a aposta do grande destaque por parte dos fãs, só recebeu um novo trailer, mas sem grandes novidades.

Também houveram anúncios de games para o PlayStation VR, como The Elder Scrolls V: Skyrim, Starchild, Monster of the Deep Final Fantasy XV, Bravo Team e Moss VR.

A grande surpresa foi o remake de Shadow of the Colossus, original do PlayStation 2, que ainda está no início do seu processo de desenvolvimento e, por consequência, não tem data prevista para lançamento.

A empresa também mostrou Monster Hunter World, Marvel vs. Capcom Infinite, Detroit: Become Human, que deve chegar somente no ano que vem, e Spider-Man, que também havia sido apresentado na E3 do ano passado, mas será lançado somente em 2018. Aliás, o game parece estar incrível e lembra um pouco do cuidado com que a Warner tratou a franquia Batman Arkham.

 

NINTENDO

E3_nintendo

A Nintendo veio animada e aquecida pelo recente lançamento do seu novo console, o Nintendo Switch. Com uma apresentação em seu estilo digital (sem as famosas gafes ao vivo que ainda sentimos saudades) a empresa focou apenas em jogos. Aliás, muita gente disse que em 25 minutos ela fez mais que a concorrência, mas é claro que isso varia de acordo com a preferência de cada jogador.

Entre os anúncios, novos jogos fofinhos e coloridos protagonizados por Kirby e Yoshi, ainda sem nome definido. A empresa também falou dos já anunciados Fire Emblem Warriors, que misturará a clássica série tactics com o estilo de Hyrule Warriors, além de Xenoblade Chronicles 2, que recebeu um ótimo trailer, mas agora contará com um visual anime que sinceramente não agradou este que vos escreve, apesar de prometer ser um grande jogo.

A Ninty demonstrou interesse nos games que permitem partidas multi-player, com , como os já anunciados Splatoon 2, ARMS e Pokkén Tournament DX, jogos que chegarão ao Switch nos próximos meses. Tivemos também trailers dos já mostrados em outras apresentações The Elder Scrolls V: Skyrim, apresentado anteriormente pela Bethesda, Mario + Rabbids: Kingdom Battle, o crossover apresentado pela Ubisoft em sua conferência, e FIFA 2018, que será diferente das versões de outros consoles e terá algumas exclusividades para jogadores do Switch.

As grandes novidades, entretanto, foram as DLCs e amiibos de The Legend of Zelda: Breath of Wild, que se chamarão The Master Trials e The Champions’ Ballad e darão nova vida ao game lançado em março. Teve também o trailer espetacular de Super Mario Odyssey, que se mostrou um jogo incrível com mecânicas nunca vistas na série, além do pré-anúncio de um RPG de Pokémon para o Switch, ainda sem imagens ou detalhe. O ponto principal, no entanto, foi o anúncio do desenvolvimento de Metroid Prime 4, que infelizmente teve poucos detalhes, mas foi o suficiente para deixar os fãs da série insuportáveis.

É verdade que o 3DS ficou meio escondido, mas o console já está no fim da sua vida útil, então não tem sentido fazerem grandes anúncios para ele. Mesmo assim, foi anunciado Metroid: Samus Returns, que voltará a série à jogabilidade clássica. Além dele, durante o Nintendo Treehouse, apresentações que a empresa faz durante a feira, eles anunciaram Mario e Luigi: Superstar Saga + Bowser’s Minions, remake melhorado do sucesso da série para GBA.

——

E assim foi a E3 2017. Muita gente disse que foi fraca, mas a verdade é que todas as empresas que apresentaram conferências pré-E3 foram muito bem e mostraram muita coisa nova, que é o que a gente quer ver. É uma pena que chegou ao fim, mas a E3 2018 vem aí e vamos começar a nos preparar bem cedo dessa vez (ou vamos esperar um dia antes das conferências para organizar alguma coisa, como sempre).

Compartilhe:


Comentários

Comentários

  • http://www.projetoxpodcast.com.br/ Rodz

    X box One X serve para o acrônimo XBOX. Boooooom

    • Nobody Knows

      Melhor plot twist

    • Kiba

      Agora prefiro XBoneX

  • http://rafaelhq.com RAFAEL HQ

    A unica coisa que achei ruim foi o fato de saber que não terei grana pra jogar nem metade desses jogos, mas é a vida