Projeto X 227 – Viagem no Tempo

quinta-feira 14 de setembro de 2017, por Projeto X Podcast
Modelo_Capa_New
Play

E sejam bem vindos nessa segunda edição do Projeto X Podcast onde nos vamos falar, analisar e “brisar” sobre Viagem no Tempo, dos seus fundamentos até sua aplicação pratica. Portanto baixem o podcast, suas parafernalhas de distorção de tempo e espaço e vamos criar alguns paradoxos.

Confira nesse podcast:

  • O tempo é uma construção filosofica
  • A Drih super respeita a mina que volta no tempo pelo macarão
  • E esse é o segundo podcast sobre viagem no tempo

Participantes:

  • Jin, Drih e Seiji

Produção:

  • Pauta: Jin
  • Edição do Podcast: Jin
  • Edição do Caixa de Entrada: Seiji

Contato:

Links:

Trilha sonora do podcast:

  • Tempo Perdido – Legião Urbana
  • Time – Pink Floyd
  • Um Minuto Para O Fim Do Mundo – CPM22
  • Time What is Time – Blind Guardian
  • Envelheço na cidade – ira!
  • Connect – ClariS
  • Hacking to the Gate – Kanako Ito
  • Time – Hans Zimmer
  • Mountains – Hans Zimmer
  • Time After Time – Ella Fitzgerald
  • Take On Me - A-Ha
  • Don’t You (Forget About Me) - Simple Minds
  • Walking on Sunshine - Katrina & The Waves
Compartilhe:


Comentários

Comentários

  • Freddie Walter

    Passei o episódio todo esperando vocês falarem de Toki o Kakeru Shōjo, um filme que gosto muito, tanto que até busquei as outras adaptações dá série. O filme de 2010, que é uma especie de sequência do filme do Mamoru Hosoda é muito legal.

    Falando em Mamoru Hosoda, apoio totalmente um cast sobre esse diretor. Além de ter vários filmes que conseguem conversar tanto com o seu lado otaku, quanto o lado humano, ele já foi diretor de episódios de Digimon e até de One Pierce.
    Tive conhecimento dele quando o lançou o Summer Wars, que foi muito comparado com o filme de digimon que ele dirigiu e desde então, assisti todos os filmes que ele dirigiu, incluindo do de OP, mesmo eu não sendo fã de OP.

    Lembrei de dois filmes que não falam sobre viagem no tempo propriamente dito, mas que de certo modo, tem sua história influenciada pela presença de “buracos de minhoca”, já que são obras em que duas pessoas localizadas em momentos distintos da linha fo tempo, acabam se conectando e desenvolvendo uma relação.
    Talvez seja spoiler falar quais obras são, então fica o aviso:
    ————————————–
    SPOILER

    As obras seriam, A Casa do Lago, com o Keanu Reeves, e a animação Kimi no Na Wa.
    ————————————

    Enfim, fiquei perdido no início do cast mas logo peguei o ritmo kkkkkk
    Continuem com o ótimo trabalho!!
    Agraço!!

    • Seiji

      Opa, valeu pelo comentário gigante. É quase certeza que vai rolar o podcast de Mamoru Hosoda, mas só sai ano que vem. Equipe pra esse pelo menos já tem ^^

  • Pablo Neves

    Excelente como começaram o cast, explanando sobre os conceitos de tempo!
    O filme que a Dri falou, Em Algum Lugar do Passado (Somewhere in Time) foi protagonizado por ninguém menos que o fantástico (e saudoso) Christopher Reeve! Daí você vê o quanto ele era versátil e carismático (e lembrando que ele voltou no tempo no primeiro filme do Super). Menção Honrosa a Bill e Ted e desonrosa a Timecop, Chrono Trigger é simplesmente meu jogo favorito de todos os tempos, e ainda estou em dúvida se Corra, Lola, Corra foi sobre viagem no tempo.

    • Seiji

      Nossa, esqueci de falar de Chrono Trigger. Caramba, q vacilo meu. Adoro esse jogo

  • rui

    Três obras bem legais sobre o tema:
    1-A minissérie Cosmos (tanto a do Sagan quanto a do Tyson) que simplesmente mostra de uma forma legal o que já sabemos e o quanto começamos a perceber que ainda não sabemos sobre tempo e espaço.

    2- O filme Los Cromocrímenes (Crimes temporais) de 2007, que consegue fazer uma história ótima de viagem no tempo com pouquíssimos recursos mas muita emoção e sem furos no roteiro. (ps. quem quiser não entender e perder algumas semanas pensando sobre consequências de viagem no tempo recomendo Primer de 2004).
    3- O livro (e não o filme) A Mulher do Viajante do Tempo, que trata a viajem no tempo como uma DOENÇA e faz isto de forma delicada e lotado de momentos engraçados, tristes, etc. É uma leitura rápida mas muito proveitosa.

    • Seiji

      Não vi os dois últimos. Agora bateu a curiosidade ^^

      • rui

        É uma boa curiosidade. Vale a pena conhece-los.

    • Drih Hawkeye

      COSMOS É DO CARALHOOOOOOO *-* Eu acho lindo como as duas séries falam de ciência de um jeito tão bonito e tão didático <3

  • Antonio Marcelino

    Sabe quem uns 100 anos antes do Einstein provou a existência do tempo usando apenas lógica e filosofia? Kant. Na crítica da razão pura ele dedica um capítulo inteiro ao tempo e outro ao espaço, comprovando que ambos independem da percepção ou da construção humana, sendo assim seguem regras próprias do universo (razão pura) da qual derivam nossas construções e regras (razão sensivel).
    É uma leitura complicadissima, de dar dor de cabeça, mas bem informativa para quem quer estudar física.